Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


14
Abr19

Urgência de vazio

por Pântano

A gata está estática. Orelhas arrebitadas. Olhos atentos. Discutem, os vizinhos. Como sempre. Berram sobre tudo. Temas variados. Talvez falem a berrar. Talvez seja normal, para eles pelo menos. Depois os cães. Esses ladram sempre. Ladram para tudo, para nada. Palavras a mais, barulho a mais. Sempre barulho. Tudo soa a barulho. Não existe silêncio. É um mito. Há sempre algum ruído que provoca a paz. As vozes elevam-se mais. Há quem viva assim, num normal estado disfuncional. Permaneço. Olhos fechados, mão na testa. Calem-se! O sangue fervilha. Inferno. Uma arte esquecida, o silêncio.

Fim

23
Out18

Sem zen

por Pântano

  Não consigo ouvir-me pensar porque, por algum motivo, à noite, os meus vizinhos falam tão alto que parece o fim do mundo. Aliás, a comunicação não pode ser considerada falada mas sim berrada, e isto quando não estão a discutir. Depois temos os seus cães que ladram como se não houvesse amanhã. É um som tão forte que parece que se entranha nos ouvidos e que lá fica a vibrar que nem um martelo pneumático. Venham dias de chuva, que parecem acalmar os ânimos deixando tudo mais calmo e os cães recolhidos para me darem algum zen.

Fim

21
Ago18

O perigo da pequenez

por Pântano

 Não consigo descrever a minha azia ao ver logo de manhã as minhas vizinhas a bichanar. Talvez seja eu um bicho do mato que só vive bem em isolamento, sem nada nem ninguém à volta. Provavelmente é isso. Vejo-as como pessoas amarguradas que precisam de sair do buraco e ver como há mundo à sua volta. Espairecer e viver! Trinta, talvez quarenta anos no mesmo sitio, na mesma casa, na mesma vida, no mesmo emprego. Sem querer, apercebo-me das suas rotinas. É sempre a mesma, que sufoco! E nós? Seres de hábitos aventurosos? Ou nos juntamos à seita e fingimos que nos importamos com a sua pequenez, ou estamos feitos. Para meu mal, nunca fui de hipocrisia. Já dizia a minha mãe "Tens de fazer um esforço". Para quê? Não, nunca. Não temos de nos dar todos bem, muito menos fingir. Há falsidade a mais; são precisas pessoas no mundo que tenham coragem de dizer: Vai à merda! 

Fim 


Mais sobre mim

foto do autor


Mensagens

Aviso

Não consigo responder às mensagens. Se pretenderem uma resposta, comentem nos "comentários" dentro da publicação. Obrigada por acompanharem este blog!

Links

  •  



  • Arquivo

    1. 2020
    2. JAN
    3. FEV
    4. MAR
    5. ABR
    6. MAI
    7. JUN
    8. JUL
    9. AGO
    10. SET
    11. OUT
    12. NOV
    13. DEZ
    14. 2019
    15. JAN
    16. FEV
    17. MAR
    18. ABR
    19. MAI
    20. JUN
    21. JUL
    22. AGO
    23. SET
    24. OUT
    25. NOV
    26. DEZ
    27. 2018
    28. JAN
    29. FEV
    30. MAR
    31. ABR
    32. MAI
    33. JUN
    34. JUL
    35. AGO
    36. SET
    37. OUT
    38. NOV
    39. DEZ