Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


26
Mar20

O resultado da minha solidão

por Pântano

Enviei o meu melhor amigo para algumas editoras. Talvez me arrependa. Seja como for, enviei. Lá foi. Acredito na história, na personagem. Pela primeira vez, criei uma personagem que me orgulha. Sei que me acompanhará sempre. Sei que, quer seja ou não publicada, já ganhei. Sei que estou a repetir-me. Partilhei com editoras, pessoas especiais. Nunca online. Esta personagem não cairá no online. Não. Tenho a pastilha Amarela para partilhar. Uma pastilha que é amarela ou que se chama Amarela? As duas coisas. Entretanto, outra história será enviada para um concurso. Não me orgulho tanto desta. Por algum motivo não gosto de partilhar o que é realmente especial. Aguardo também os resultados de um concurso de poesia. Não há poesia em mim mas eu exploro. Se exploro. Nunca escrevi tanto. Cada vez me chateio mais com as palavras mas cada vez escrevo mais. Eu sei lá. Eu nunca sei, nunca planeio. Eu sei lá. Sei fazer pouca coisa, mas sei escrever. Bem ou mal escrevo. Quero ler mais realismo sujo. Pronto. 

 

Fim

19
Mar20

Troco histórias por comida

por Pântano

Hoje foi o primeiro dia. O último também. Preciso de dinheiro. Preciso de liberdade. Apenas algo que goste de fazer. Um emprego que não pese tanto. E a farda? Odeio fardas! E o cheiro? Ainda não me livrei dele. Que aperto, que aflição. E agora? Sem dinheiro. E nós? Nós que não temos um papel que nos define. Estudos. Que sociedade esta. Nascer, crescer, estudar, trabalhar, procriar, morrer. Não! Por favor, não! Gosto de escrever. Nada de excelência. Gosto. Quero escrever, apenas escrever. Por favor, deixem-me escrever. Troco histórias por comida. Pode ser?

Alguém?

 

Fim

08
Mar20

Dia da mulher

por Pântano

Um evento,

Mais um evento.

Tantos eventos, sempre tão vazios.

Fiz um favor. Sim, porque de outra forma nunca iria.

Porque fui? Já disse, fazer um favor.

Li um texto de um amigo escritor.

É dia da mulher bem sei. Mas para quê?

Amanhã irei acordar e tudo estará na mesma.

Mas haverão fotos. Muitas fotos. Fotos para se dizer que se fez algo. Para dizerem que se importam.

Correu mal, claro. Como esperado.

Mas vou comemerar!

Vou sair e beber um copo de vinho branco barato enquanto leio uns poemas deprimentes de outros deprimidos.

Bem, nada de novo. É a minha rotina. Todos os dias um copo de vinho branco barato, num dos poucos tascos que restam na cidade, ler uns poemas ou bd.

Quem sabe escrever. Tenho uma personagem.

E o evento? Acabou.

Finalmente acabou.

E amanhã?

Tudo estará igual.

 

Fim


Mais sobre mim

foto do autor


Mensagens

Aviso

Não consigo responder às mensagens. Se pretenderem uma resposta, comentem nos "comentários" dentro da publicação. Obrigada por acompanharem este blog!

Links

  •  



  • Arquivo

    1. 2020
    2. JAN
    3. FEV
    4. MAR
    5. ABR
    6. MAI
    7. JUN
    8. JUL
    9. AGO
    10. SET
    11. OUT
    12. NOV
    13. DEZ
    14. 2019
    15. JAN
    16. FEV
    17. MAR
    18. ABR
    19. MAI
    20. JUN
    21. JUL
    22. AGO
    23. SET
    24. OUT
    25. NOV
    26. DEZ
    27. 2018
    28. JAN
    29. FEV
    30. MAR
    31. ABR
    32. MAI
    33. JUN
    34. JUL
    35. AGO
    36. SET
    37. OUT
    38. NOV
    39. DEZ