Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



20
Abr18

Como dita a tradição

por Pântano

 Como dita a tradição, o noivo pede à família autorização para casar com a filha. Se a resposta for afirmativa, haverá portanto casório. Sendo assim, no dia tão aguardado, o pai é quem leva a filha pelo braço até ao altar para a entregar ao noivo, deixando assim de ser sua propriedade para passar a ser pertence de outro homem. Tanto que o é, que o nome do pai fica atrás e um novo nome, o do marido, sobrepõe-se, não acontecendo o mesmo ao marido.

 Por mais romântica que a ideia de casamento possa parecer, começa com desigualdade. Acredito que outrora existiu uma época em que as mulheres eram tratadas com respeito mas a dada altura, por algum motivo, a realidade alterou. A verdade é nem todas as mulheres (nem homens)sonham com esta vida mas acabam por se sujeitar por pressão da época em que vivem. Hoje, apesar de se notar alguma evolução, chega a uma altura em que as pessoas se sentem pressionadas em cumprir esse dever. Como se se tratasse de uma lista de tarefas:

 Nascer: está! Casar: está! Procriar: está!

O não querer no caso das mulheres, pelo menos no passado, era mais grave. Numa realidade em que não podem trabalhar e conseguir sustento, como é que conseguem viver independentes?

 Não conseguem. Talvez a prostituição tenha sido, curiosamente, um caminho para a liberdade. Era um trabalho. Ganhavam dinheiro.

 Mais grave ainda é o pensamento que as próprias mulheres desenvolveram. De tanto se insistir, as mentes acabam por ceder e acreditar que em tais mandamentos.

 A mulher tem de obedecer. A mulher tem de saber estar calada. A mulher tem de ser fiel, sem amável, ser prestável, ser empregada doméstica, mãe e abrir as pernas sempre que solicitado...

Certo livro que narrava factos reais, algures em África, uma cultura mutilava a vagina das jovens mulheres, fechando-a, cosendo-a, deixando espaço apenas para a urina sair. No dia do casamento seria o marido a cortar a pele da vagina, no passado cosida, para poder consumar o casamento. (A flor do deserto de Waris Dirie)

 Embora não se acredite, estas cruéis obrigações sujeitas às mulheres prejudicam igualmente os homens que perdem também a liberdade de serem quem na verdade são, obrigados a manterem uma postura, como manda a tradição.

Fim   

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Mensagens

Aviso

Não consigo responder às mensagens. Se pretenderem uma resposta, comentem nos "comentários" dentro da publicação. Obrigada por acompanharem este blog!



Arquivo

  1. 2018
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ